21 de jun de 2010

Dunga a Imprensa a Globo e a Copa do Mundo

A coisa esta feia entre os jornalistas que cobrem a Copa e o treinador Dunga, principalmente com a rede Globo. Talvez a postura de Dunga de não deixar os jornalistas darem exclusivas, principalmente para a Globo e de fazer treinamento fechado não agradam muito a emissora. E as constantes críticas estão alimentando o ódio de Dunga.

A última foi a entrevista coletiva de ontem (20/06/2010) após a vitoria do Brasil 3x1 em cima da Costa do Marfim, onde rolou um enfretamento (xingamento e provocações) entre o Dunga e o jornalista da Globo, Alex Escobar (blog aqui).

Penso que o Dunga, apesar dos conselhos de Augusto Cury (sério? sim veja aqui!), esta errando na dose, a melhor resposta a dar para certas criticas é de trabalhar duro.

Porém é compreensível sentir revolta, quando centenas de jornalistas, comentaristas babacas, narradores mais babacas ainda ficam alfinetando um trabalho e dando declarações sem fundamento ou para ser mais claro, ficam fritando o cara.

Bem se o Brasil não joga o fino da Bola nesta copa, o que dizer de Alemanha, Italia, Espanha, França (!?). Mas as criticas mas pesadas ficam em cima do Dunga e o Brasil, por que?

Ontem no Fantástico, Tadeu Schmidt leu um comunicado da Globo referente ao acontecido (coletiva) (veja aqui), achei um daqueles comunicados descartáveis que a Globo emite. Aliás, a edição do ocorrido como um todo foi bem ao estilo Globo: "manipulo porque gosto". E ao final a frase, "saibam que estamos torcendo para o Brasil" (!?).

Na minha opinião se perdemos a Copa será por causa da Rede Globo.


Não é de hoje

Em 2008, após empate com a Argentina no mineirão (reportagem de Paulo Cobos - link aqui) "Dunga reclamou da imprensa, com recado indireto para a Rede Globo, do público que lotou o Mineirão e da arbitragem do colombiano Oscar Ruiz.", segue ele, "o treinador respondeu de forma ríspida à pergunta de um repórter da emissora e deu recado: 'Vim para fazer um trabalho, e algumas pessoas não estão contentes. Coloquei regras, e alguns não gostaram disso', se referindo ao veto de entrevistas exclusivas e a restrições na montagem de grandes estruturas de emissoras de TV nos locais de treinamentos da seleção, fato corriqueiro para a Globo nos tempos de Carlos Alberto Parreira.

No mesmo ano (2008), após a conquista da medalha de bronze (reportagem de Bruno Freitas - link aqui), nas olimpiadas, "Dunga se virou para a tribuna de imprensa e despejou uma série de palavrões, antes de um gesto irônico de 'tchau'. Tudo flagrado pelo telão do estádio. O destino da mensagem eram profissionais da Rede Globo, em rixa cada vez mais assumida pelo treinador.". Na época o proprio Dunga "considera que esteja sendo 'fritado' no comando da seleção brasileira pela rede de TV em questão, em razão das normas de trabalho impostas pelo treinador, mais especificamente em relação ao fim de entrevistas exclusivas e ao acesso aos jogadores em horários não reservados à mídia. 'Aqui dentro tinha esquema. Comigo não tem. Acabei com o privilégio, e isso causa revolta'.

Outras referências que sugiro para leitura são as entrevistas que o Dunga deu para a Terra Maganize (Aqui e Aqui também).

Bem, tirem a conclusão que quiserem! Porém, lembrem-se, como dizem ao atravessar uma rua:

"Olhe sempre dos dois lados!"


João M. A. da Silva
Data: 21/06/2010
Hora: 11h26
Atualizado: 12h55
Momento: Dunga e a Imprensa
criticasconstrutivas.blogspot.com

[Este 'Post' também foi publicado no Observatório da Imprensa, leia aqui]

Um comentário:

Karimme disse...

Mas é isso mesmo, a copa tá cheia de clichês ('patriotismo' puro, um time que DEVE ter estrelas, um treinador bonzinho e legal com toda a imprensa...)Como vc mesmo disse, seleções grandes vão afundando na copa, e pq tudo recai sobre o Brasil? Eis o estigma que o país carrega por ser o grande campeão deste torneio.

Dunga, ao tomar medidas contrárias as da mídia (estragando todo o carnavalzinho que a mesma já montava em torno da seleção), mostra-se um convicto de suas decisões como treinador,mas acima de tudo como SER HUMANO. Ele tem todo direito de sentir raiva, de fechar a cara para os amantes do sensacionalismo esportivo que a Globo forma.
Enfim, desejo-o sorte pois é algo que ele irá precisar muito. Como se ELE fosse o responsável por carregar "o país do futebol" nas costas...
Bela postagem. Quando puder, passe no meu blog. Um abraço.
=)