25 de jul de 2008

Aonde está o centro de tudo?



O difícil trabalho de organizar, focar e fazer funcionar muitas coisas em nossa vida, me levou a pensar: "Aonde está o centro da força para realizar as coisas?"

Pensei em algumas:


- O centro poderia ser a motivação?

Fazemos grandes coisas quando estamos motivados. Mas é difícil torna-la duradoura.


- O centro poderia ser o sonho?

Sim, interessante, o problema é que às vezes fica longe demais.


- Poderia ser a necessidade?

Certo, talvez o mais prático. E quando certas coisas não são tão necessárias mais são importantes.


- E o medo?

Não, o medo nos faz pensar demais!


- A rapidez?

É bem prático. O efeito colateral é que o trabalho final não fica bem feito.


- Dinheiro?

Nem tudo se compra.


... ainda continuo procurando ...




João M. A. da Silva
Data: 29/07/2008
Hora: 17h20
Momento: Filosofando sobre a desculpa
Crédito Foto: Asif Akbar (Índia)
criticasconstrutivas.blogspot.com

23 de jul de 2008

Festival Anima Mundi 2008




O Festival Anima Mundi começa hoje (23/07/2008) em São Paulo e vai até o dia 27 de julho.

O site oficial contém vários canais que vão além do festival.






João M. A. da Silva
Data: 23/07/2008
Hora: 15h54
Momento: Aos poucos retornando das férias
criticasconstrutivas.blogspot.com

15 de jul de 2008

Palestra: Software Livre na Atualidade


Acompanhei no dia 04/07/2008 a palestra: "Software na Atualidade", ministrada por Béa Tibiriça, Presidente do Conselho Deliberativo da ONG Coletivo Digital (site aqui). Organizado pela turma do FATECandos.com, na FATEC de Guaratinguetá/SP.

O foco foi o uso de software livre em tele-centros, caminho para a inclusão digital de jovens e adultos.

A importância da filosofia do software livre, principalmente o compartilhamento de informações e o trabalho em equipe, se encaixa perfeitamente nos moldes do trabalho de inclusão digital e nos tele-centros.

Perguntei a Béa Tibiriça sobre as maiores dificuldades em montar um tele-centro. A resposta foi vencer a burocratização e desconfiança dos homens do dinheiro e a luta de sempre estar fazendo parcerias com empresas privadas.

A palestra teve tom bastante informal, e foi bastante produtiva.

Entre os vários "causos" gostei do projeto da Béa Tibiriça, em uma comunidade de aproximadamente 10 mil pessoas, aonde se tinha como único entretenimento a Igreja local, a escola ficava fechada nos finais de semana. Não tinha nem sequer linha de transporte urbano para a população. E cercado por traficantes.

Com a implantação do tele-centro, começou a ter fila para usar os computadores, isso fez com que o tele-centro se tornasse um lugar de encontros para conversas e "ventilador" de informações. A prefeitura entendeu a importância e levou transporte urbano e instalou até um posto de atendimento médico no tele-centro.

Idéia fantástica, pois os jovens passaram a ter um local para encher a cabeça e os cursos contribuíam para a formação profissional. E a comunidade ganhou um centro de entretenimento e desenvolvimento social.

Claro, teve crítica ao software proprietário. Segundo Béa, as empresas fazem "parcerias" da seguinte forma: não cobram pelo sistema operacional e contabilizavam isso como R$ milhões em doações para a prefeitura, só que mas tarde a prefeitura terá que gastar com licenças de outros softwares proprietários e com as futuras atualizações. A analogia pode ser feita com a tática que os traficantes utilizam para atrair novos usuários.

No final, Béa deixou uma mensagem para um mundo mais livre!



Se aprofunde 1: gnu.org

Se aprofunde 2: Opinião da própria palestrante sobre o evento aqui.



João M. A. da Silva
Data: 15/07/2008
Hora: 15:49
Momento: TI em foco
criticasconstrutivas.blogspot.com
Crédito fotos: Bruno Michael (FATECandos.com)

7 de jul de 2008

Brasil, um país realmente de todos!

Lendo hoje (07/07/2008) alguns portais, vejo a seguinte notícia:


Estrangeiros compram "seis Mônacos" de terra no país por dia, mostra pesquisa

Fazendeiros e investidores estrangeiros têm comprado 12 km² de terras por dia no Brasil, o equivalente a seis vezes a área de Mônaco ou sete parques Ibirapuera, informa reportagem de Eduardo Scolese. (...) De acordo com o levantamento, a compra de terras é puxada pela soja e pela pecuária, pelos incentivos oficiais à produção de etanol e biodiesel e pelo avanço do preço da terra.

Fonte: Folha Online (íntegra aqui)



Opinião

Estes dados tem como base um estudo inédito do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) sobre vendas de terras a estrangeiros.

No Blog Controvérsia, tem uma matéria dê agosto de 2007 (um ano atrás!) a respeito deste assunto, aonde o Incra já sinalizava alerta a este tema.

Já postei duas outras notícias relacionadas:

- Mais sobre a Amazônia
- Lula e os dedos na Amazônia

Fazer levantamentos e não tomar ações para frear tais compras é no mínimo incoerente.

Acho que o Governo esta levando muito a sério a marca que criaram (aqui):

BRASIL, UM PAÍS DE TODOS!





João M. A. da Silva
Data: 07/07/2008
Hora: 11h09
Momento: Jogando fora a sujeira
criticasconstrutivas.blogspot.com

2 de jul de 2008

FLIP começa hoje


A VI Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) começa hoje (02/07/2008) e vai até domingo (06/07/2008).


- Para quem não sabe o que é a FLIP veja aqui.
- Existe também um hot site para acompanhar ao vivo a FLIP, por aqui.
- A programação aqui.
- O Blog Oficial da FLIP no wordpress.
- E por útlimo o canal da FLIP no YouTube.



Opinião

Com tudo isso não preciso escrever mais nada. É momento de dupla leitura, no monitor e no papel.





João M. A. da Silva
Data: 02/07/2008
Hora: 13h15
Momento: No meio da semana
criticasconstrutivas.blogspot.com