28 de mai de 2008

Sinto vergonha de mim - Cleide Canton e Rui Barbosa

Achei bem intenso este poema que muitos pensam ser de Rui Barbosa, mas é de Cleide Canton com trecho de Rui Barbosa. Coloco também um vídeo na interpretação de Rolando Boldrim, apresentador do programa "Senhor Brasil" da TV Cultura.







Sinto vergonha de mim - Cleide Canton e Rui Barbosa

por ter sido educador[a] de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…

Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.
Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro !


"De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto". (Rui Barbosa)



Poema de Cleide Canton e Rui Barbosa



Opinião

A poema é um desabafo. No começo interpreto como um crítica as pessoas (incluindo o próprio personagem) e do mundo atual, que não se importam mais com valores morais e éticos universais e com os problemas mais básicos de uma sociedade. Imperando assim, um egoísmo assustador.

Segue-se com um sentimento de impotência, o cansaço da luta por aquilo que se acredita ser o rumo ideal, ou até mesmo a tristeza por nem se quer ter força para lutar ou tentar lutar.

Se agarra em um amor a pátria, apesar de não querer exibi-lo, é como enxugar as lágrimas ou fingir que não esta doendo, mas por dentro a dor é insuportável. Este amor é para tentar renascer o sonho da felicidade e motivação para mudar a vida, ou porque não o mundo!

No final com uma citação de Rui Barbosa (conheça-o aqui) em que se encaixa perfeitamente ao poema e continua sendo muito atual.





PS: Uma sugestão de leitura é o texto "Sucesso" de Roberto Shinyashiki, que coloquei neste blog, veja aqui há 1 ano atrás.




João M. A. da Silva
Data: 28/05/2008
Hora: 17h33
Momento: Voltando a sobriedade
criticasconstrutivas.blogspot.com

20 de mai de 2008

Tomando vinho... voltarei em breve...


Foto por Emo saloy




João M. A. da Silva
Data: 20/05/2008
Hora: 14h00
Momento: Dando uma desculpa para a falta de tempo
criticasconstrutivas.blogspot.com

9 de mai de 2008

A eterna mordaça - parte 1

A cada dia esta mais difícil a construção de uma sociedade formada por cidadãos com consciência crítica. Até nas faculdades e universidades, aonde os grandes debates deveriam acontecer, o apoio ao silêncio frente aos erros é visto como a melhor opção.

As pressões vindas de pessoas com influência ("poder") e com recursos financeiros quase ilimitados acaba sendo a principal causa de desistência para a formulação e luta do avanço da manifestação pela consciência crítica.

Uma das formas de inibição frente a acusações é responder com falsas acusações, exercendo assim o "poder" frente ao levante da causa e para o desvio do problema principal.

A tristeza tem que ser superada pelo sonho da mudança nos corações e mentes dos homens.



João M. A. da Silva
Data: 09/05/2008
Hora: 11h25
Momento: reflexão após o tribunal
criticasconstrutivas.blogspot.com

8 de mai de 2008

TV Cultura já está com nova programação


A TV Cultura de São Paulo, que para mim é exemplo de qualidade, estreou sua nova programação.

O site Cultura 2008 (aqui) traz as novidades.


A grade da emissora poderá ser conferido aqui

A TV Cultura também tem um Blog (aqui) para relacionamentos com os telespectadores.


João M. A. da Silva
Data: 08/05/2008
Hora: 10h06
Momento: Após analisar a conjuntura
criticasconstrutivas.blogspot.com

Programa Opinião Nacional: Os moldes da nova família brasileira

O programa da TV Cultura Opinião Nacional de hoje (8/5), terá como tema a família. A participação é feita através do e-mail: opiniao@tvcultura.com.br


Veja abaixo a sinopse do programa:


PROGRAMA 8/5

TEMA: Os moldes da nova família brasileira

A família brasileira não é mais a mesma. Os arranjos familiares do século XXI vêm mudando a concepção do que se entendia por casamento e vida familiar. Hoje, contamos com uniões estáveis, famílias recompostas, monoparentais, nucleares, binucleares, homoafetivas, famílias que foram geradas por processos artificiais e toda a sorte de possibilidades. No Congresso, há um projeto de lei que propõe a revisão e uma grande reforma em todo o sistema jurídico brasileiro sobre a família, uma vez que desde a Constituição de 1988 as leis ficaram desatualizadas. O Código Civil que está em vigor foi elaborado na década de 60.

CONVIDADOS

Fernanda Carlos Borges – filósofa, escritora e professora da FAAP;
Tai Castilho – terapeuta de família e diretora do Instituto de Terapia Familiar de São Paulo;
Claudia Stein – advogada, integrante do Instituto Brasileiro de Direito de Família de São Paulo,
Elaine Pedreira Rabinovich – psicóloga, professora do Mestrado em Família na Sociedade Contemporânea da Universidade Católica do Salvador.

Fonte: http://www.tvcultura.com.br/detalhe.aspx?id=433


João M. A. da Silva
Data: 08/05/2008
Hora: 09h40
Momento: Recebi a dica pelo e-mail
criticasconstrutivas.blogspot.com