10 de abr de 2008

Timothy, Reitor da UnB se afasta após protestos e ocupação dos estudantes


O reitor da UnB (Universidade de Brasília), Timothy Mulholland, anunciou hoje [10/04/2008] que se afastará do cargo por 60 dias. Nesse período, a reitoria ficará a cargo do atual vice-reitor, Edgar Miamya.

"Foi uma decisão pessoal para assegurar princípios constitucionais de eficiência, publicidade, moralidade, impessoalidade, legalidade e transparência nos fatos a mim imputados", disse Mulholland.

Fonte: Folha de São Paulo, link aqui, Data: 10/04/2008


Denúncias:

O reitor é acusado, de gastar R$ 470 mil em decoração do seu imóvel de luxo e R$ 72 mil para a compra de um automóvel para uso exclusivo. Estes recursos vieram da Finatec (Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos), que tem por finalidade institucional promover e apoiar o desenvolvimento científico e tecnológico, a transferência de tecnologia, a pós-graduação e a pesquisa (site da finatec).


Estudantes:

O prédio da reitoria da UnB, foi invadido por estudantes (cerca de 200) na tarde de 03 de abril (quinta-feira) e já dura uma semana. E o motivo são justamente as denuncias contra o reitor e pedem a sua retirada imediata.

Fonte: Folha de São Paulo, link aqui e aqui e aqui também, Data: 10/04/2008
Fonte: Agência Terra, link aqui, Data: 10/04/2008

Foto: "Estudantes" - José Cruz/Agência Brasil



Opinião

Acredito que a manifestação estudantil, neste caso, se mostrou eficiente. Claro que muitos estudantes são filiados a partidos políticos de esquerda (a direita não sei o que faz!? - acho que fazem viagem para a Disney) e outros alunos estão lá por causa da bagunça. Mas o objetivo principal, na minha concepção foi honesta. Expulsar um "reitor" acusado de utilizar meio milhão de reais para decorar sua "casinha", de uma verba destinada a pesquisa e desenvolvimento científico.

Uma das coisas negativas de uma invasão estudantil é a degradação do patrimônio público e da vida cotidiana da universidade.

- O outro lado

1) Tenho lido em alguns Blogs como do Jornalista Reinaldo Azevedo da Veja (!?) (aqui), e o Blog do Said Dib (aqui), em que os estudantes estão trabalhando para o governo Lula (PT) e tem como objetivo tirar o foco das atenções das CPIs que estão sendo votadas, e que prejudicam a imagem do governo.

2) Saiu agora pouco uma nota (aqui) da SECOM (Secretaria de Comunicação da UnB), que a saida do Reitor não garante o término da invasão, pois nem todas as pautas de reivindicações (aqui) foram atendidas.

3) Pesquisando um pouco mais, existe um Blog (não sei se é oficial) da ocupação (aqui). Que existe até programação do dia, com aulas de yoga, palestra sobre invasão e gestão democrática, cinema com vídeos sobre ocupação, etc. Acho que poderia ser mais sério este Blog.

- Voltando ao foco

Acho que tudo isso que esta acontecendo se deve a falta de transparência nas instituições públicas. 1) a ouvidoria não deve funcionar; 2) as secretarias não devem informar nada; 3) os coordenadores de curso não tiram a bunda da cadeira e puxam o saco até o máximo dos superiores; 4) os professores abaixam a orelha e fazem críticas pelas costas.

Com isso, gera naturalmente, uma revolta nos alunos, pois é a imagem deles que estão sendo arranhadas.

Um outro ponto, é que muitas universidades, enxergam os alunos como pesos e não como diamantes para a sociedade. As escolas deveriam servi aos alunos e não criar obstáculos e burocracia a eles.


Concluindo 1:
Acho que os alunos de Brasilía, poderiam partir agora para outras ações, pois se a motivação é a corrupção, eles estão na "meca" dela no Brasil.

Concluindo 2: Que as universidades aprendam com o caso de Brasilia e da USP, os alunos estão cada vez mais tendo acesso as informações (transparência) e se organizando mais.

Concluindo 3: Amigos estudantes, não fiquem alienados e não se agarrem aos partidos políticos, o seus sonhos são maiores que os sonhos deles!


Me permitam citar Jean Piaget,

"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe."




Abaixo charge de Diego Novaes do seu Blog: diegonovaes.blogspot.com







João M. A. da Silva
Data: 10/04/2008
Hora: 11h25 e 14h55
Momento: Correria no almoço e começo da tarde
criticasconstrutivas.blogspot.com

Nenhum comentário: