28 de jan de 2008

Dança do Creu - mais um pornofunk made in Brazil

As vezes me pergunto, o que esta acontecendo.

Como podemos definir "cultura hoje"?

Aprendi em antropologia, que cultura é tudo aquilo que adquirimos como homens dentro da sociedade. O "tudo aquilo" siginifica exatamente tudo, artes, musica, comportamento, moda, costumes, relacionamento, etc.

E dentro da sociologia não existe cultura superior ou inferior.

Acredito também que não podemos discriminar ninguém por aquilo ou isso.

O que gostaria que acontecesse é que todos tivessem o desenvolvimento da cultura. Ou seja, que as pessoas pudessem através da inteligência própria analisar uma situação ou objeto, e separar aquilo que é interessante para si e aquilo que só serve para entreter, ou simplesmente ser descartado.

Infelizmente este trabalho é árduo, pois não temos ninguém que nos ensine isto, apenas alguns pais bons. Pois o contrário temos em abundância, principalmente na grande mídia, que tem como objetivo tudo menos levar as pessoas ao desenvolvimento da cultura e da consciência critica.

Quando somos adultos e temos algum discernimento, até conseguimos separar o que nos serve de alicerce e aquilo que é feito de pura areia.

O grande mal é quando crianças e adolescentes se apoiam de alicerce aquilo que consideramos descartável para nos por regra básica de inutilidade.

Essas crianças começam a ter referência cultural algo que não conseguimos se quer retirar um rabisco de credibilidade, e em casos mais graves, chegam a afetar socialmente suas vidas, com atitudes inviáveis para idade e na parada do crescimento do intelecto racional.

Abaixo, para reflexão a letra da "música".

Veja que interessante, o próprio autor chama os ouvintes de mané!!! acredito que ele tem razão!!!






Letra:

MC Creu

É a dança do creu, mané

É creu

É creu nelas
É creu nelas

Pra dançar creu tem que ter disposição
Pra dançar creu tem que ter habilidade
Pois essa dança ela não é mole não
Só vou te lembrar que são cinco velocidades

Pra dançar creu tem que ter disposição
Pra dançar creu tem que ter habilidade
Eu venho te lembrar que ela não é mole não
Eu venho te falar que são cinco velocidades

A primeira é devagazinho é só aprendizado. é assim ó:
Creeeeeeeeeuuuuuuuuuuu (3x)
Se ligou, de novo!
Creeeeeeeeeuuuuuuuuuuu (3x)

Número 2!
Creeu, creeu, creeu, creeu, creeu, creeu
Continua fácil né, de novo
Creeu, creeu, creeu, creeu, creeu, creeu

Numero 3!
Creuu, creuu, creuu, creuu, creuu, creuu
Creuu, creuu, creuu, creuu, creuu, creuu
Tá ficando difícil, hein
Creuu, creuu, creuu, creuu, creuu, creuu
Creuu, creuu, creuu, creuu, creuu, creuu

Agora eu quero ver na quatro
Creu, creu, creu, creu, creu, creu,creu mané (...)
Ta aumentando mané
Creu, creu, creu, creu, creu, creu (...)

Segura dj
Eu vou confessar a vocês que eu não consigo a numero cinco
Mas vou me esforçar
DJ, velocidade cinco na dança do creu
Crrrrree (...) uuu !




João M. A. da Silva
criticasconstrutivas.blogspot.com
Data: 28/01/2008

17 comentários:

Dark disse...

Pior que essas inutilidades é que são absorvida tão rápido quanto são lançadas ao público.

Verônica disse...

É João...
Esse post me fez lembrar o trabalho de "Humanidades no contexo global", sobre os conceitos de cultura que tive que apresentar lá na frente. Pela primeira vez comecei a pensar em "cultura" de um modo geral, e só consegui concluir que os costumes de um povo são incontestáveis, cada um faz o que aprendeu que é certo ou "legal" de acordo com ponto de vista das pessoas que o rodeiam.

Anônimo disse...

"Mané" é uma giria carioca! Não uma ofensa!

João M. A. da Silva disse...

Obrigado "Anônimo" pela correção, com esta mudança acho que ficou boa a letra agora...

rafasigm disse...

Este será o fim da "Cultura"?
Será que os pais de hoje já não dão tanta atenção aos filhos?
Sei que o termo "creu" é uma gíria carioca, mas o que de fato entendemos com este termo e o que ele pode representar?
Os gestos da dança já denunciam o que parece ser (PORNOGRAFIA).
Não é sendo careta, mas é isso que qualquer pessoa adulta entende, pode até negar ou fingir entender outra coisa, (mas o que?).
Creio que o nível de cultura do povo brasileiro está cada vez mais baixo será que é tão difícil ter um senso crítico???

Samira disse...

Oi, João, tudo bem?
Bem, quanto ao seu comentário no blog, não tenho essa informação a respeito da verba que é liberada pela PMRJ ou pelo governo. De qualquer forma, eles recebem apoio financeiro, sim, mas se for essa quantia.. daria um ótimo texto para colocar o povo para refletir não?
E quanto a teu artigo, a sociologia explica diversos tipos de cultura. Também não gosto de várias letras, não só no funk as como em outros tipos de música, como no forró, por exemplo, que utilizam o apelo sexual para transmitir 'alegria' a quem ouve. Lembro-me da vez quando fui a uma palestra do Ignácio de Loyola Brandão e ele, ao responder uma pessoa que o assistia, disse que o funk também é um tipo de cultura. Infelizmente, não sei se é assim que deve ser chamada. Todo mundo tem um gosto e, não sei se por falta de instrução ou outro auxílio moral, diversas vezes acabam por escolher algo que tenha uma procedência ou mesmo uma mensagem duvidosa. No entanto, vale e muito a reflexão, não só por essa ótica, mas para verificarmos o que consumimos visual e sonoramente.
Um abraço e fique com Deus. Grata pelos comentários e pelas visitas. :)
Samira

Rádio MIX CBA disse...

muiro legal

Rita de Cássia disse...

se fosse necessário tecer mais algum comentário a respeito da música créu, resumiria dizendo q a letra dessa música reflete o mentecapcismo do compositor e a falta de senso crítico de uma sociedade q absorve esse lixo musical, sendo vitimada por uma mídia inoperante no processo do desenvolvimento cultural e q só serve para expandir a "bundalização" e "creulização" por seus meios, chegando ao cúmulo da aberração. E em consequência disso tudo, vemos a inversão de valores em progressão alarmante.

Anônimo disse...

Para falar a verdade o nome dessa musica ja diz pois é ema pornogrsfia, pois qualquer um entende o que quer diizer creu nelas mesma que seja um vocabulario do Rio aqui em Minas quer dizer "comer" elas pais que deijam seus filhos(as)escutarem um tipo de musica assim ja está insentvando suas filha a dancar como as dansarinas e não ter escrupulos morais mais cada um va pelo seu gosto na minha opinião isso não é tipo de musica emm que criancas devem escutar.muito obrigado por me escutarem

Anônimo disse...

Estudo publicidade, portanto estudo direitos do consumidor e do telespectador. Não sei a ação radical que poderia ajudar a acabar com a banalização do funk pornográfico na TV. Acho que esse tipo de pornografia deveria tocar depois das 21:00 da noite, assim também como a novela das 8 deveria começar pelas 21:15 ou 21:20. Um abaixo assinado com um número abundante de pessoas para o o ministério da cultura, educação e da justiça, acho que seria um bom começo. Outra, crianças não podem dançar funk pornográfico, mas não podemos as reprimir. Apresentar um bom conteúdo para as crianças e também aos adolescentes já é bom começo para entretê-los com coisas construtivas. Bem, quanto a banir esse tipo de linguagem na TV e nas rádios também poderia haver um processo em cima das emissoras como está no projeto a já ser realizado pelos órgãos responsáveis pela censura na TV. Obs: O Show do Tom anda passando dos limites, além da alusão ao sexo nos quadros, passou também uma criança de uns 7 anos dançando creu. Isso tudo é falta de respeito com o telespectador e principalmente com as nosas crianças.

Anônimo disse...

Essa ''Música'' se assim pode ser chamada, é o retrato do brasil favela que temos, Drogas, Prostituição, Tráfico, tudo isso tem a ver com essa letra PODRE que eu nao suporto ouvir!

Tenho vontade de VOMITAR NA CARA DO MC ****!!!!!!!!!!!!!!!!1

Anônimo disse...

estou fazendo um trabalho sobre isso
e os comentários me ajudaram muitos..
essa dança eh mto pornografica msm

Anônimo disse...

se a ditadura militar voltar, com certeza vão usar essa coisa tosca que alguns coitados milagrosamente chamam de música para torturar os presos políticos, durante 12 horas por dia... E alguns vão gostar, incrivelmente, embora provavelmente serão muito poucos.
Mas, felizmenteainda há brasileiros, mesmo aqueles da geração atual, têm bom senso e passam longe desse lixo cultural, sabendo ue há coisas bem melhores no mundo da música brasileira, como a MPB e as bandas de Rock nacionais

Ramon disse...

Até o Fantástico entrou na onda..No domingo do dia 27 de abril o programa apresentou um quadro onde crianças e bebês filmas por vídeos amadores dançam vários tipos de dança, até aí tudo beleza! Para variar tinha que ter essa dança pornográfica incluindo bebês e crianças nesse cenário. Que lixo! Quando essa modinha horrorosa e quando a mídia vai parar de veincular essa pornografia na TV. Precisamos de cultura e lazer de verdade! Vamos agir e fazer um abaixo-assinado.

Anônimo disse...

Olha só que interessante, abordo este tema para trabalhar na minha monografia que tem como título.Letras e Ritmos: No Compasso da Alma do Povo X Lucro e Banalização. Mas estas músicas nada mais são que um produto da indústria cultural, destinadas apenas para o consumo da massa cultural. Mas como afirmo em meu trabalho estas músicas tem um prazo, uma data de validade. Como ex: temos o próprio "creu" que em julho de 2008, foi acessado em um site de músicas 58.821 vezes, já no mês de agosto foi acessado 18.701 vezes. Então apartir daí que podemos afirmar que este tipo de produto é efêmero.

Lorhamy disse...

Estou fazendo um trabalho sobre criticas de musicas banais como essa. E os comentarios min ajudaram muitoo. E vamos combinar que essa musica e uma MERDA falada. so sendo sein pensamento e sendo muito burro pra fazer uma musica tao idiota como essa. isso e letra ? Nuus, se for pra usar o pensamentos vamos usar direoto ne !?

Julíci Teresinha Vanzela disse...

João sou grata á você pela sua resposabilidade em tocar neste assunto de forma tão consciente. Sou Musicoterapeuta e Profª. de História da Música e em nossa grade curricular estamos estudando o Renascimento, mas resolvi fazer um parêntese para analisarmos esta produção sonora um tanto infértil para que nossos alunos de hoje possam observar o conteúdo ortográfico, melódico, harmônico e rítmico que levou e leva atualmente sermos alvo de tal contaminação doentia para toda a sociedade. Os comentários serão de grande ajuda em minha aula de hoje. Um grande abraço. E que Deus te ilumine sempre para ser este veículo de conscientização.
JULÍCI TERESINHA VANZELA.