12 de jun de 2007

Texas aprova lei que obriga a reciclar computadores

O Estado norte-americano acaba de aprovar um projeto de lei que obriga os fabricantes de eletrodomésticos a recolher e reciclar os computadores considerados obsoletos. Terão ainda que sensibilizar o consumidor a devolver o equipamento no final da sua vida útil, sem nenhum custo associado.

De acordo com o projecto "House Bill 2714", os fabricantes terão de colocar um rótulo em cada computador ou monitor que quiserem vender no Estado, informando os consumidores que devem devolver o equipamento ao fabricante para reciclagem ou reutilização sem nenhum pagamento adicional.

Cada fabricante também deverá prestar um relatório anual aos órgãos reguladores informando o peso de cada equipamento reciclado ou reutilizado naquele período.

Opinião:

Esta é uma boa iniciativa que deveria ser espalhada em todo mundo. Acredito que muitas pessoas não têm a noção do mal que causam os aparelhos eletrônicos jogados no ambiente.

Assisti a uma palestra no ano passado, na Semana de Tecnologia da FATEC de Guaratinguetá (http://fatecti.4shared.com/file/9457113/f10685e7 - Acessado: 02/07/2007), sobre LTSP - Linux Terminal Server Projetct e Inclusão Digital. Nesta palestra foi mostrado fotos de como fica os materiais eletrônicos no ambiente. São materiais pesados, chumbo, sílicio, capacitores, induntores, bobinas, materiais altamente poluentes. Esses materiais eram separados por crianças de vários países pobres, crianças descalças sem mascara, em um verdadeiro lixão eletrônico.

E a solução?

Atitudes como a do governo do Texas - EUA, é uma boa, obrigando os fabricantes a se mexerem.

Uma outra solução, seria mas no âmbito de mercado e da cultura, que já há muito tempo é viciante. Poucos percebem que os computadores evoluem, mais os serviços não, ou seja aquele cadastro de banco de dados que você fazia há 10 anos, atrás no DOS (antigo sistema operacional), hoje você faz a mesma coisa, apesar de uma nova cara, e com isso os recursos (potência) da máquina não exige tanto. Então, em tese, não precisaríamos trocar as máquinas tão rápido assim, como fazemos hoje. Isso vale para muitas coisas, outro exemplo, planilhas e para ler um e-mail, para que uma máquina potente?

Uma das respostas é o Mercado, que nos influencia em tantas coisas, pois os fabricantes precisam vender para pagar as pesquisas e os avanços tecnológicos.

Agora já que sua empresa não poupa recursos para trocar as máquinas, seja por necessidade seja por cultura, pelo menos recicle as máquinas, faça doações!

A natureza e as instituições agradecem.


Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=44&id_news=280447 - Acessado: 12/06/2007

Um comentário:

Pedro Paulo disse...

E ainda temos que pensar no consumo de energia dessas máquinas...

fontes que consomem cada vez mais...
300, 450, 600 Watts.... para quê? Com o seu micro você desenvolve algum tipo de trabalho que dê um retorno positivo ao meio ambiente?

apoio essa iniciativa da reciclagem obrigatória, e a conscientização sobre a verdadeira vida útil de um computador (e outros equipamentos).