10 de abr de 2007

Irã e sua Bomba

Irã inicia produção do urânio em escala industrial

O Irã começou a produzir em massa centrífugas para o enriquecimento de urânio, anunciou nesta segunda-feira o presidente da Organização Iraniana de Energia Atômica, Gholam-Reza Aghazadeh, a partir da usina de enriquecimento de Natanz (centro), que também foi palco de um pronunciamento do chefe da Nação.

O presidente Mahmud Ahmadinejad afirmou que o Irã não permitirá às grandes potências frear o programa atômico do país e que a República Islâmica defenderá seu direito de desenvolver um plano nuclear "até o fim".

(Fonte: UOL últimas notícias) - Data: 09/04/2007



Essa notícia traz uma grande preocupação para o resto do mundo, principalmente para os Estados Unidos, visto como um país imperialista por quase todo o mundo.

A razão do medo, se deve ao fato do Irã desviar o foco de produção de energia civil para militar, ou seja a produção de bombas atômicas.

Mas a postura do Irã continua sendo que o país tem a liberdade de fazer o que quiser e que não vai desrespeitar o tratado de Não-Proliferação nuclear, como diz o porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

Olhando por este lado, o Irã é um país livre e dentro do seu território, respeitando leis internacionais, tem o direito de fato de fazer aquilo que achar necessário para seu desenvolvimento.

Na verdade um dos grandes pontos é que o EUA possui a tecnologia e armas nucleares e não deixa que seus "inimigos" e o resto do mundo, tenham esta tecnologia, é claro que a confiança externa de que os EUA não irá soltar suas bombas atômicas no quintal de ninguém é maior que a do Irã, mas como se diz, todo mundo é inocente desde que se prove o contrário. A menos que você veja demônios em todo mundo!

Veremos as próximas páginas deste capítulo...

Nenhum comentário: