29 de jun de 2006

Qual a contribuição/Importância da antropologia no Brasil atual

Fazendo uma analise pessoal, vou pensar junto com a massa.

O Brasil tem cerca de 180 milhões de pessoas. Uns 170 milhões não sabem o que significa antropologia [faltou referência]. Claro as pessoas não precisam conhecer certas coisas para saber que aquilo é bom para elas, mas vejamos.

O conceito da antropologia é de uma ciência que estuda os homens, a maneira como organizam e vivem, além de fazer questionar-se sobre toda a vida do ser humano em um olhar cientifico.

Em uma visão não acadêmica, e pensando junto com a massa, a antropologia não ajuda em nada, vamos pensar um pouco, algumas coisas que o homem faz em seu dia-a-dia é da sua própria natureza e isso faz com que a antropologia ajude apenas a identificar e pensando bem não sei se isso é positivo ou negativo.

Penso de uma forma geral, que a Antropologia para ajudar a melhorar a humanidade deveria ser mais humana e menos técnica, técnica no sentido de fugir um pouco dos centros universitários e acadêmicos, fugindo de discussões pequenas com grandes mestres e doutores. Deve sim conversar com o morador de rua, dona de casa, alunos de escola pública, políticos e profissionais da mídia, para poder penetrar melhor na grande massa.

Um outro ponto negativo do universo da Antropologia são seus livros, que são livros muito complexos e cheios de volta, penso que os livros deveriam ser ferramentas para esclarecimentos de um povo.

Em síntese a antropologia não apresenta soluções para os problemas, ajuda a criar mais. Claro que também tem o outro lado, como sendo uma importante ferramenta para conhecermos de onde vem estes problemas, [-] para sonhar com um futuro melhor.

Mas isso ainda é muito pouco para uma ciência.

João M. A. da Silva
criticasconstrutivas.blogspot.com

6 de jun de 2006

O medo da responsabilidade

O que leva uma empresa multinacional/transnacional a não assumir seus erros, sua culpa?
Estou falando da empresa Telefônica S.A. (São Paulo). Vamos aos fatos.

No dia 01/01/2006 houve um surto em 600 terminais telefônicos na cidade de Lorena - SP (até onde se sabe) . Um momento para uma pausa... como se soube que isto aconteceu?

Através de uma fonte segura dentro da própria Telefônica, mas claro, a Telefônica nega qualquer erro seu ou de seus equipamentos. Qualquer informação deste tipo pedida, através do ineficaz e grotesco serviço de atendimento ao cliente, aliás cabe aqui outra observação, já repararam no medo da telefônica em ter um representante oficial em alguma cidade, um escritório que seja!. Contiuamos então, a informação não é passada aos clientes da Telefônica, principalmente as empresas. Perguntemos novamente... Por que?

Aí que entra o medo da responsabilidade, em um breve questionamento com um funcionário Telefônica, obtive a resposta que me calaria, "se as empresas souberem que o problema é nosso elas poderão e terão o direito de processar à Telefônica e pedir descontos em seus serviços."

Ops! mas não seria justo e ético!?

A empresa Telefônica não pensa assim, talvez isso aconteça em seu pais de origem (Espanha) mas no Brasil para brasileiros nos tratam diferentes, nos tratam como um país do 5.º Mundo, onde quando mais fudido melhor...

Vamos pensar no outro lado. Empresas que ficaram cerca de 48 horas sem serviços de Internet, incluindo aí Lojas de Informática, Medicos, Dentistas, Lan Houses e outros. Passaram o dia inteiro no 10315 o número do SAC da Telefônica para ouvirem besteiras e mais besteiras menos a verdade. Os prejuízos não foram vistos e nunca serão considerados pela Telefônica.

O que fazer então? Protestar e protestar, não pelo fato de ser uma cidade, mas isso acontece em todo o estado e o silêncio precisa ser quebrado.

Deixo então este pequeno manifesto.

João M. A. da Silva
criticasconstrutivas.blogspot.com
Data: 02/01/2006